Cresce o número de pessoas que buscam auxílio no Instituto Bem Viver
10 de julho de 2018
0

Além de suprir as necessidades básicas das pessoas cadastradas, o Instituto proporciona momentos de convivência, socialização e descontração

 

Uma das doenças mais temida pelo ser humano, o câncer é hoje uma das principais causas de óbito no mundo inteiro e diariamente presenciamos diversos casos de diagnósticos da doença. Só no Brasil, foram identificados 596 mil novos casos da doença em 2016, ano do último levantamento do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Após a descoberta, surgem vários questionamentos, entre eles, como lidar com a situação e a quem pedir apoio.

Para dar auxílio a essas famílias, existe a 10 anos o Instituto Bem Viver, que tem como missão contribuir com a qualidade de vida do paciente com câncer, promovendo assim momentos de socialização, convivência e descontração. Além da função de apoio, o Instituto também busca o fortalecimento familiar, extremamente importante para a recuperação do paciente, que muitas vezes fica vulnerável em decorrência da doença.

Em suma, as principais atividades ofertadas pelo Instituto Bem Viver são: atendimento social, psicológico e jurídico; palestras informativas; atividades físicas, aula de Taekwondo e dança, “tardes da beleza”; inclusão produtiva; encontros festivos em datas comemorativas; informação nutricional e fornecimento de alimentos, suplementos alimentares, vale transporte para o tratamento, fraldas, medicamentos não fornecidos pela rede pública, além de auxílio para consultas e exames de urgência. E o atendimento vai além, incluindo visitas em casa e no hospital, levando carinho e apoio às pessoas acamadas ou internadas em função da doença.

E a fila de cadastro aumenta diariamente. Na maioria dos casos são pessoas com câncer de mama ou de pulmão. Para fazer o cadastro com a equipe técnica da entidade e receber todo o atendimento oferecido de forma gratuita, a pessoa deve apresentar os seguintes documentos: comprovante do tratamento oncológico ou declaração médica, comprovante de residência e comprovante de renda da família. Após o cadastro, o paciente passa a receber os benefícios do Instituto conforme sua necessidade.

Segundo a assistente social e uma das idealizadores do projeto, Tatyana Karin de Oliveira, neste ano aumentou em 20% o número de famílias que buscam auxílio no Instituto. E não é por menos, além de promover momentos de socialização, a entidade supre as necessidades básicas das pessoas cadastradas através de benefícios que garantem mais dignidade durante o tratamento oncológico.

“Todo trabalho realizado no Instituto Bem Viver é feito de forma gratuita e mantemos as atividades com doações e ajuda da comunidade, por isso é muito importante que as pessoas conheçam nosso trabalho e possam ajudar. Queremos que mais pacientes saibam da existência desse espaço e que possam vivenciar momentos tão bacanas como as famílias que são cadastradas”, ressalta Tatyana.  

Para continuar dando sequência em todo trabalho que é realizado diariamente, o Instituto conta com as doações, pois as pessoas cadastradas são atendidas na medida em que os recursos vão sendo arrecadados. As doações podem ser feitas de diversas maneiras: através do telemarketing da entidade, depósitos em conta corrente, campanhas de arrecadação e eventos beneficentes. Qualquer pessoa pode ajudar, tanto com dinheiro quanto com alimentos, roupas ou até como voluntário, basta fazer uma visita ou entrar em contato pelo telefone (48) 3035-5124. O atendimento no Instituto Bem Viver é feito de segunda à sexta, das 9h às 12h e das 13h às 18h.


Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta