Pular para o conteúdo
Group-_3_

Galeria de Arte da Mariquinha abre vaga para visitação

Rolê da Mariquinha, projeto do Cidades Invisíveis com apoio do Street Art Tour,  apresenta história da comunidade e mais de 100 obras de arte de artistas do mundo inteiro

O projeto da maior galeria de arte a céu aberto de Santa Catarina e um dos maiores do Brasil, a Galeria de Arte – Morro da Mariquinha, está com vagas abertas para mais um “Rolê da Mariquinha” e para oficinas. O passeio, que ocorre no dia 5 de fevereiro, dura pouco mais de duas horas e é guiado pelo líder comunitário Alex Corrêa, que leva os visitantes a conhecerem as obras feitas por artistas brasileiros e estrangeiros, estampadas em casas, muros e paredões do bairro. Durante o Rolê, os visitantes percorrem cerca de dois quilômetros tendo acesso às pinturas feitas por mais de 100 artistas profissionais e iniciantes, ao longo de dois anos. Já as oficinas, que ocorrem nos dias 4 e 5 de fevereiro, têm como tema Discotecagem, Arte da Sustentabilidade, e Danças Urbanas. 

Com vista privilegiada do centro da Capital e parte da Baía Norte, em Florianópolis, o Morro da Mariquinha carrega consigo a história da cidade em seus mais de 200 anos de existência. A iniciativa de transformar o bairro em uma grande galeria de arte surgiu em 2020, pelo Cidades Invisíveis, que buscou desenvolver  uma ação que chamasse a atenção do poder público e da sociedade em geral para aquela realidade de exclusão, revelando as desigualdades, mas também as  muitas qualidades daquela comunidade.

Projeto Galeria de Arte – Morro da Mariquinha

A quarta e última etapa do projeto, que ocorre nos dias 3, 4 e 5 de fevereiro, é promovido pelo Cidades Invisíveis em conjunto com o Street Art Tour, movimento de valorização, produção e difusão de arte urbana em Florianópolis. Nesta etapa 20 novos artistas irão completar mais de 80 novas artes, dentro da comunidade, contribuindo para reforçar a Mariquinha como a maior galeria de arte a céu aberto de Santa Catarina, além de colocá-la entre as quatro principais do Brasil. O objetivo é dar visibilidade e tornar o local uma referência turística de Florianópolis, promovendo assim a movimentação da economia local e gerando oportunidades de negócios para os moradores.

Conforme Samuel dos Santos, idealizador do Cidades Invisíveis, esse é um projeto de valorização e democratização do acesso à arte. ”A arte e a expressão dela, por meio das cores que os artistas imprimiram nos muros e casas, levam, aos moradores, um sentimento de dignidade e pertencimento do local onde nasceram e vivem. Faz com que se sintam pertencentes e tenham orgulho das riquezas, histórias e tradições de onde moram”.

Daniel Esteves, coordenador geral do projeto afirma que a iniciativa de impacto sociocultural visa revitalizar espaços públicos dentro da comunidade, além de integrar a sociedade com oficinas e visitas guiadas por uma das comunidades mais antigas de Florianópolis”, relata . Os convidados para finalizar as ações são os artistas: Cazão, Vejam, Mel Ramoz, Fábio Flop, Mofas, Dm Tinta, Reis, Sopro, Brisa da Noite, Juli Tang, Critico, Olharte, Davi Escobar, Agape, Mandinn, Mam, Jaque Vieira, Tudix, Flô, Gael, Bruno Barbi e Kone. 

Para participar é necessário entrar em contato, até dia 3 fevereiro, pelo WhatsApp  (48) 98830-1006 . As vagas são limitadas para 20 pessoas, e o ponto de encontro para o passeio é em frente à padaria Santíssima Gula, na Avenida Mauro Ramos, 40. Os idealizadores pedem que os participantes levem dinheiro em espécie para apoiar o comércio local.

Essa é a 2ª edição do projeto Galeria de Arte – Morro da Mariquinha, ao longo de 2022 ocorreram outras três etapas. Ao todo foram realizadas mais de 80 novas artes, aumentando o número de obras e artistas da Galeria, com ações paralelas de impacto e inclusão social. Ainda em 2023, será apresentado aos moradores, um documentário sobre as ações realizadas. O projeto foi aprovado na Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Florianópolis na Fundação Municipal de Cultura Franklin Cascaes, permitindo a captação de recursos com empresas privadas de Florianópolis.

Serviço:

O quê: Rolê da Mariquinha – Galeria de Arte

Quando: 5 de fevereiro, às 16h

Onde: Ponto de encontro em frente à padaria Santíssima Gula – Av. Mauro Ramos, 40 – Centro, Florianópolis – SC, 88020-301

Quanto: Gratuito

Inscrições pelo WhatsApp: (48) 98830-1006

Mais informações: Instagram @cidadesinvisiveisoficial

Oficinas:

Tema: Oficina de discotecagem

Oficineiro: DJ Glazer

Data: 4 de fevereiro, às 16h30

Vagas limitadas: 20 pessoas

Tema: Arte da sustentabilidade: oficina de reutilização e customização de latas de spray

Oficineiro: MANDINN

Data: 4 de fevereiro, às 14h30

Vagas limitadas: 20 pessoas

Tema: Oficina de Danças Urbanas

Oficineiro: Laysa e Yuri

Data: 5 de fevereiro, às 14h30

Vagas limitadas: 20 pessoas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *